Av. Sapopemba, 5732 Vila Guarani

Rua: Baquiá, 100 Vila Carrão

São Paulo - SP

IMPLANTE DENTÁRIO

October 16, 2016

 

O QUE É IMPLANTE OSSEOINTEGRADO?

Implante é um cilindro confeccionado de titânio, que através de uma cirurgia é colocado no tecido ósseo, funcionando como se fosse uma raiz artificial e como um pilar para instalação de uma coroa dental que deve ter o aspecto de dente natural e é fixado sobre o implante ou parafusado no implante.

O titânio é um material biocompatível, sendo inerte ao organismo e não provoca rejeição. Este cilindro contém na maioria das vezes roscas externas para se fixarem ao osso, melhorando a osseointegração e roscas internas onde deverá abrigar outro parafuso que serve para unir a coroa protética ao implante.

 

AS VANTAGENS DOS IMPLANTES DENTÁRIOS

As vantagens dos implantes são várias, além de substituírem os dentes perdidos, seja por cárie, por fratura ou por problemas gengivais, melhora a função mastigatória, a estética e a fala, tornando o indivíduo mais confiante de si.

A intervenção cirúrgica é apenas no local do dente ausente, sem necessidade de desgaste dos outros dentes, como ocorre na prótese fixa.

Além desses fatores, os implantes podem ser considerados uma forma mais permanente de reabilitação, porque nos confere essa previsibilidade, aliado ao fato de aproximarem-se esteticamente muito mais do que qualquer outro tipo de prótese. São considerados mais confortáveis do que próteses removíveis ou as dentaduras, não causam reabsorções extensas como no caso dessas duas modalidades de próteses, nem causam dano algum em dentes que ainda permanecem na boca.

Os implantes podem suportar a colocação de dentes artificiais da mesma maneira que as raízes naturais. Oferecem uma alternativa para dentaduras que deslocam, causam dor ou produzem estalidos. Permitem melhor mastigação dos alimentos e maior confiança no falar e no sorrir. Nos casos realmente indicados, a porcentagem de sucesso é superior a 90%.

 

AS DESVANTAGENS

Os implantes têm custo maior do que uma prótese fixa, removível ou uma dentadura convencional, requer um investimento no tempo aproximadamente de 04 a 09 meses até que seja completado. Como qualquer procedimento cirúrgico, os implantes dentários envolvem um risco de infecção.

 

COLOCAÇÃO DOS IMPLANTES

A colocação dos implantes, normalmente é feita no próprio consultório com anestesia local. Após os procedimentos normais de assepsia para atendimento cirúrgico, é efetuada uma anestesia local, região onde será colocado o implante. Inicialmente é feita uma incisão na gengiva para a exposição da área escolhida para instalação. Através de brocas específicas irrigadas com soro fisiológico e a baixa rotação, previamente programada por computador, é preparado um orifício intra-ósseo, onde será instalado o implante.

Este implante é parafusado dentro do orifício feito anteriormente. Após esta colocação o implante é vedado com um veda implante que é parafusado dentro do mesmo. É feita a sutura e devem-se aguardar no mínimo três meses na arcada superior, para que ocorra uma perfeita osseointegração.

 

SITUAÇÕES QUE NÃO DEVE SER COLOCADO

  1. Em pacientes com determinados problemas de saúde de ordem geral;

  2. Quando não houver espessura e altura óssea suficiente para acomodar os implantes.

 

LIMITE DE IDADE

Não existe limite de idade, a partir da puberdade, qualquer  pessoa pode receber implantes.

 

RISCOS CIRÚRGICOS

São mínimos. A cirurgia é feita normalmente com anestesia local e é muito mais simples que outros procedimentos cirúrgicos odontológicos, como extração de um dente incluso, por exemplo.

O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relata qualquer incômodo maior.

COLOCAÇÃO DE PRÓTESE APÓS CIRURGIA

Para casos de dentaduras, elas são colocadas 10 dias após a cirurgia e, em casos de próteses parciais, muitas vezes, não ficam nenhum dia sem a prótese. Quase sempre são próteses provisórias, sendo substituídas depois de alguns poucos meses pelas definitivas.

 

DURAÇÃO DO IMPLANTE

Pode-se afirmar que 95% dos casos, se os implantes não forem perdidos nos dois primeiros anos de uso, durará toda a vida. Estudos demonstram que implantes de boa procedência apresentam taxas de sucesso acima de 90% no maxilar superior e 97% no inferior.

 

 

INFECÇÃO

Geralmente não existe, pois se seguem as normas de assepsia e esterilização normais a qualquer intervenção cirúrgica. Os implantes vêm acondicionados em embalagem dupla e estéril para sua inserção diretamente no osso.

 

REJEIÇÃO NO IMPLANTE DENTÁRIO

A rejeição só pode ocorrer quando houver presença de antígeno (só encontrado em tecido vivo: coração, fígado, rim, etc). No implante jamais poderemos ter rejeição, pois o implante é confeccionado em material alopástico, ou seja, não é um tecido vivo, portanto, é impossível termos rejeição para IMPLANTE DENTÁRIO.

 

O IMPLANTE DENTÁRIO PODE FALHAR?

Dentro da Ciência Médica/Odontológica, não se pode prever com exatidão o sucesso ou insucesso de determinada intervenção, pois existem muitos fatores que podem influenciar negativamente no Implante Dentário, como por exemplo: hábitos anormais com os dentes ( bruxismo, hábito de fumar cachimbo, morder objetos como caneta, etc.), diabetes, higiene oral precária, gravidez, doenças infecciosas, transmissíveis e outras.

 

TEMPO DE RECUPERAÇÃO

Isso pode variar de paciente para paciente e também do grau de dificuldade da cirurgia. Devemos levar em conta que a implantação de um só dente acarreta uma resposta diferente da implantação de vários ou todos os dentes. Uma média que poderíamos dar como aceitável é uma recuperação em torno de 2 a 3 semanas.

 

DÓI MUITO FAZER IMPLANTE?

No ato cirúrgico, como o paciente está anestesiado, não sente dor alguma. No pós-operatório, como na pergunta anterior, a dor pode variar de pessoa para pessoa, pois a resposta à dor é individual. Devemos ressaltar que o paciente que vai se submeter ao implante é previamente medicado com analgésico, antiinflamatório e antibiótico.

Sendo assim, a dor é perfeitamente controlada e, na maioria dos casos, inexistente.

 

CUIDADOS DOS IMPLANTES

Os implantes requerem os mesmos cuidados básicos que temos com os naturais, ou seja: saúde do paciente, escovação adequada e uso diário de fio dental, bochechos com solução anti-séptica diária, cumprir rigorosamente as instruções do dentista específico ao seu caso e visitas periódicas ao dentista (4 a 6 meses).

 

Esperamos tê-lo ajudado a tirar algumas dúvidas sobre implante dentário.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

LENTE DE CONTATO DENTAL

October 16, 2016

1/1
Please reload

Posts Recentes

October 16, 2016

October 16, 2016

October 16, 2016

October 16, 2016

October 16, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga